Veloce.Net
Português
English
Español
Press releases

Empresas divulgam inventários de emissões de GEEs

Fonte: Programa Brasileiro GHG Protocol

Carbono Brasil – SC – MUDANÇAS CLIMÁTICAS

Quando se pensa em políticas para mitigar as mudanças climáticas é preciso saber exatamente quais são as principais fontes emissoras de gases do efeito estufa. Por isso os inventários são tão importantes, eles constituem o passo inicial rumo a ações concretas para frear o aquecimento global.
Ajudando nessa tarefa, o Programa Brasileiro GHG Protocol divulgou nesta quarta-feira (10) os resultados de 77 inventários de empresas voluntárias referente às emissões do ano de 2010. Elas representam 14 setores diferentes, conforme a Classificação Nacional de Atividades Econômicas do IBGE. A maior parcela (47%) das empresas inventariantes pertence ao setor industrial, seguido pelas empresas do setor financeiro (8%) e do setor de energia (7%).

“Os inventários servem como uma espécie de retrato que quantifica os gases emitidos por cada empresa, identifica os setores mais intensivos e torna mais fácil a tomada de decisões sobre quais medidas serão realmente efetivas na mitigação das emissões”, aponta Mário Monzoni, coordenador do GVces da FGV-EAESP.

As emissões do ano de 2010 reportadas pelas empresas do Programa somam 107.183.599,45 toneladas de CO2. Se comparadas ao Inventário Nacional (ano base de 2005), as mais de 107 milhões de tCO2e representam cerca de 5% do total nacional (2.081.457.906,98 tCO2e). Porém, se desconsideradas as emissões provenientes das mudanças e uso da terra e florestas do total nacional, as emissões reportadas pelos 77 inventários representam 21%.
Da mesma maneira, ao analisar as emissões do ano de 2010 por escopo, as fontes de relato obrigatório somam mais de 111 milhões de toneladas de CO2e em fontes de emissão direta (Escopo 1) e indireta de uso de energia (Escopo 2). Já as outras emissões indiretas relacionadas às emissões de fornecedores ou clientes da organização inventariante (Escopo 3), que são de relato opcional, somaram mais de 296 milhões de toneladas de CO2e. A parcela de emissões de biomassa (relativas à combustão de etanol e biodiesel – B100, por exemplo) devem ser contabilizadas separadamente, uma vez que possuem um ciclo biológico, permanecendo pouco tempo na atmosfera e por isso não contribuindo para o agravamento do efeito estufa, causador das mudanças climáticas.
Vale ressaltar que se analisarmos o perfil histórico das emissões de cada escopo, é notável o aumento das emissões reportadas no período entre 2008 e 2010. Isto é conseqüência do crescimento do número de empresas inventariantes: enquanto o número de empresas participantes aumentou de 185% em 3 anos (de 27 empresas participantes para 77), as emissões aumentaram 45% para Escopo 1 e apenas 5% para Escopo 2”, explicou Beatriz Kiss, pesquisadora do GVces da FGV-EAESP.
O Programa Brasileiro GHG Protocol foi desenvolvido há três anos pelo Centro de Estudos em Sustentabilidade (GVces) da Escola de Administração de Empresas de São Paulo da Fundação Getulio Vargas (FGV-EAESP), em parceria com o World Resources Institute (WRI). A iniciativa tem como objetivo estabelecer uma cultura de elaboração e publicação de inventários corporativos de emissões de gases de efeito estufa no país.
INVENTÁRIOS 2010 Empresas que terão seus inventários de 2010 publicados no evento anual do Programa Brasileiro GHG Protocol 2011OURO – (inventários completos e verificados por terceira parte) 1    Banco do Brasil 2     BM&F; Bovespa 3     Bradesco
4     Braskem 5     BRF 6     Celulose Irani 7     CNEC 8     Construtora Andrade Gutierrez 9     Ecofrotas 10     Editora Globo
11     EDP 12     Honda 13     Ibope 14     Natura 15     Oi
16     Plural 17     Promon Engenharia 18     RL Higiene 19     Samarco 20     Siemens 21     Souza Cruz 22     Technicolor 23     Ticket 24     Unilever 25     Vale 26     Votorantim
PRATA – (inventários completos) 1    AES Tietê
2     Alcoa 3     Anglo American 4     Anidro do Brasil (Centroflora) 5     CESP 6     Copel 7     Ecorodovias 8     Embraer 9     Fetranspor 10     Ford 11     Furukawa 12     Gelnex 13      GOL (VRG Linhas Aéreas) 14     Grupo Abril 15     Grupo Boticário 16     Hospital Israelita Albert Einstein 17     IFF
18     Igaratiba 19     Intelcav 20     Intercement 21     Klabin 22     Log&Print; Gráfica e Logística 23     Lojas Americanas
24     Lojas Renner 25     Lwart Química 26     Marfrig 27     Mercur 28     Odebrecht 29     Pepsico 30     Petrobrás 31     Policia Federal 32     Sanepar 33     Santander 34     Sesi 35     SGD 36    Suzano Papel e Celulose 37     Veloce 38     Vix 39     Whirlpool
BRONZE – (inventários incompletos) 1   Allegro Participações 2     Armco 3     Cosan 4     Danone 5     Eletrobrás Furnas 6     Galvão Engenharia 7     Givaudan 8     Itaú-Unibanco 9     Monsanto 10     SAP 11     Telefônica e Vivo
12     TIM

Os detalhes dos inventários estarão disponíveis no website do Programa Brasileiro GHG Protocol.