Veloce.Net
Português
English
Español
Press releases

Veloce avança na logística automotiva

Frota & CIA - SP - HOME

Próximo passo é diversificar, diz o presidente Paulo Guedes.
Paulo Guedes, presidente, pretende manter a Veloce no topo dos serviços de logística internacional para o setor automotivo, posto que conquistou em apenas dois anos de existência do empreendimento. Com o amadurecimento da aplicação de R$ 15 milhões para reforçar a atuação no Mercosul, ele projeta receita de R$ 185 milhões este ano, com avanço de 15% sobre os R$ 160 milhões contabilizados em 2010. “Nosso objetivo é ser uma referência entre as líderes do setor”, define.
A empresa, que pertence ao grupo Pátria Investimentos e atende clientes como GM, Honda, Toyota e Volkswagen, está empenhada em reforçar a atuação em outros segmentos econômicos além do automotivo, no qual teve origem. A empresa passou a atender Bimbo, Danone, Nívea, Procter & Gamble, Sancor e Unilever, no transporte de produtos argentinos para o Brasil, e criou uma diretoria de desenvolvimento de negócios para buscar mais contratos nos setores de bens de consumo e eletroeletrônico.
No primeiro semestre a Veloce adquiriu e colocou em operação uma centena de carretas tipo sider, com 15,45 metros de comprimento, que garantem maior capacidade de carga em relação às tradicionais, de 14,5 metros. Agora a frota soma 475 carretas. A empresa também investiu R$ 1 milhão em quinze empilhadeiras, de 2,5 toneladas, para aumentar a eficiência operacional no Centro de Cargas de Diadema, onde são feitos o cross docking do produtos coletados em milk run e a consolidação de cargas com destino à Argentina.
Guedes cita também a abertura de três novas unidades operacionais como parte da expansão dos serviços oferecidos. Agora há 17 bases no Brasil e Argentina. Foram adquiridos softwares e equipamentos, como coletores de dados, para otimizar os sistemas de controle operacional e administrativo. Outros passos à frente foram a implantação de sistemas de gestão da sustentabilidade e gerenciamento de riscos e equipamentos para reuso de água na oficina de Diadema. Em julho, com todos esses programas consolidados, a Veloce promoveu um encontro com fornecedores para entregar o Prêmio Destaq.
Outros R$ 3 milhões estão sendo aplicados para trazer ganhar eficiência e aperfeiçoar os serviços oferecidos. “A empresa redesenha processos, reelabora índices de performance operacional e produtividade e reestuda as cadeias de abastecimento”, explica o presidente da Veloce . Ao mesmo tempo são aperfeiçoadas ferramentas indispensáveis para garantir a visibilidade e rastreabilidade em tempo real, como telemetria, comunicação e integração de sistemas.
Guedes informa que a Veloce foi uma das primeiras empresas de logística do País a registrar publicamente o inventário de emissões de gases de efeito estufa no Programa Brasileiro GHG Protocol, a metodologia mais utilizada mundialmente. Em todo o Brasil, somente 77 empresas registraram seus inventários no programa. Outra iniciativa, em compasso com os esforços na área de qualidade, foi iniciar os processos de certificações ISO 9001 e 14001.