Veloce.Net
Português
English
Español
Press releases

Operador do Futuro

O mercado de prestação de serviços logísticos no Brasil é muito importante, pelos seguintes fatores, entre outros:

 

  • Tem crescido 10% a.a. nos últimos 10 anos no Brasil, impulsionado por:
    • Crescimento de setores-chave da economia com cadeias de suprimento complexas;
    • Crescente terceirização de atividades logísticas pelas empresas, em busca de melhores níveis de serviço e redução de custos;
  • A atividade logística permite a geração de valor de longo-prazo através da oferta de soluções de alto valor agregado, com relacionamentos de longo-prazo e alto grau de integração com a cadeia de suprimentos dos clientes;
  • O mercado de PSLs brasileiro ainda e altamente fragmentado e regionalizado, dominado por empresas familiares e com viés em soluções logísticas parciais (transporte fracionado, armazenagem, mão-de-obra logística, etc..);

 

O objetivo de um operador logístico moderno (3PL) é o desenho e implantação de soluções logísticas eficientes, confiáveis e de baixo custo a seus clientes:

 

  • Nesse conceito, a oferta de um 3PL a seus clientes em geral envolve uma serie de serviços integrados e que deverão ser desenvolvidos à partir da necessidade de cada cliente;
  • Consequentemente, manter uma área de projetos, para buscar soluções logísticas cada vez mais adequadas e estabelecer programas de melhoria contínua, são imprescindíveis a um 3PL;
  • Outra característica também fundamental é o de prover tecnologias cada vez mais avançadas, notadamente aquelas pertinentes à informação;
  • Conhecimento e acesso rápido a profissionais, processos e tecnologia, serviços personalizados, mas que criem valor, disponibilidade de recursos (financeiros, humanos, tecnológicos e materiais, inclusive ativos) e programas efetivos e permanentes de melhoria contínua, também são características permanentes do moderno 3PL;

Em síntese, cada vez mais os operadores logísticos criam uma ampla rede de parcerias e alianças para estarem capacitados para exercer atividades de:

- Transporte e distribuição, nacional e internacional, inclusive logística reversa;

- Armazenagem e centros de distribuição (com “built to suit” ou não);

- Logística interna e montagem de sub-conjuntos (“assembling”);

- Operações portuárias, aduaneiras e de comércio exterior;

- Fornecimento de equipamentos e estruturas operacionais;

- Sustentabilidade empresarial e proteção ao meio ambiente.

Inerente a esses serviços, torna-se também necessário agregar serviços de monitoramento, gerenciamento de riscos e disponibilização de informações em tempo real. Nessa cadeia são prestados alguns outros serviços adicionais complementares, tais como o controle do fluxo de embalagens retornáveis, soluções de emergência e contingencia diversas. E considerando que essas operações poderão incluir mais de um país (exportação e importação de mercadorias), até serviços de preparação de documentação internacional e despacho aduaneiro, nos diversos regimes existentes, precisarão ser ofertados.

As soluções oferecidas por um 3PL podem demandar o uso de ativos logísticos em diferentes graus de intensidade, dependendo da situação.

 

  • Considerando esse aspecto, empresas com muitos ativos próprios (“asset-heavy”) tendem a ter um conflito de interesses, pois muitas vezes a solução ótima para o cliente pode passar pela utilização de ativos diferentes ou mudar de formato ao longo do tempo;

De qualquer forma, o valor agregado esta no desenho e na implantação da solução, através de um relacionamento de longo-prazo com clientes que tenham cadeias de suprimento complexas.