Veloce.Net
Português
English
Español
Press releases

Intermodal South America completa 20 anos

Portal Fator Brasil -

E se consagra como plataforma estratégica de negócios
e networking. Evento reúne este ano mais de 600 marcas originárias de 20
diferentes países que trazem para a feira o que há de mais moderno em transporte
de cargas e logística para o
embarcador dos mais diversos segmentos.

Até o dia 03 abril, mais de 50
mil visitantes devem percorrer o espaço de exposições do Transamerica Expo
Center, em São Paulo, ocupado pela Intermodal South America Feira Internacional
de Logística,
Transporte de Cargas e Comércio Exterior, que completa duas décadas e consagrase
como plataforma estratégica à geração de novos negócios.

Na última
edição, a Feira registrou seu mais alto índice de ROI (return on investment).
Entre as empresas participantes mais de 65% fecharam negócios durante o evento.
“A Feira tem se fortalecido junto com os setores que representa e nesta edição
queremos fortalecer ainda mais o perfil estratégico para expositores e
visitantes, que estarão em um ambiente propício à geração de novos negócios e
networking”, destaca o gerente da feira, Ricardo Barbosa. A expectativa é que
65% do público visitante seja de embarcadores de carga.

Em 2014, o evento
soma mais de 36 mil m², 600 marcas expositoras, originárias de 20 países, e mais
de 10% deste universo participando pela primeira vez da Intermodal. Também conta
com a presença de mais de 42 portos entre nacionais e internacionais, que
traduzem o que há de mais moderno na atividade portuária mundial.

Público
visitante das empresas que visitarão o evento, considerado pelos executivos do
setor como uma oportunidade estratégica à geração de novos negócios, 65% são
embarcadores de carga, 17% são do setor de transporte, logística e armazéns,
10% de empresas de serviços de importação e exportação, 3% de atacado e varejo e
5% de outros segmentos.

“Esperamos um público mais qualificado este ano.
Graças à variedade de segmentos ligados aos modais e diversos temas que serão
abordados nas conferências, a Intermodal se consolida como excelente plataforma
para o networking. Em 2013, 47% dos visitantes buscavam novos produtos, serviços
e soluções e cerca de 36% veem na Feira uma oportunidade de estabelecer novas
relações comerciais”, explica o gerente da feira, Ricardo Barbosa.

Além
disso, 32% dos visitantes da Intermodal desejam atualizar-se sobre melhores
práticas e tendências de mercado, 23% encontrar atuais parceiros e fornecedores,
22% querem procurar novos fornecedores e 11% planejar uma próxima
aquisição.

Conferências: os painéis que compõem as conferências foram
formatados em parceria com entidades especializadas do setor, como o Inbrasc
(Instituto Brasileiro de Supply Chain), o Centronave (Centro Nacional de
Navegação) e a Abtra (Associação Brasileira de Terminais e Recintos
Alfandegados).

Programação: Conferência Intermodal Ports & Maritime
Summit abre o primeiro dia da Feira com o painel “Infraestrutura Avanços e
Perspectivas”. Com moderação do presidente da Abifer (Associação Brasileira da
Indústria Ferroviária), Vicente Abate, e presença confirmada do diretor-geral da
Antaq (Agência Nacional de Transportes Aquaviários), Mário Povia, e do diretor
da ANTT (Agência Nacional de Transportes Terrestres), Carlos Nascimento, além de
outras autoridades e empresários, serão abordados temas como o modelo de
efetivação dos empreendimentos em infraestrutura previstos pelo Governo Federal
para o período 20142017, verbas destinadas ao desenvolvimento logístico, riscos e
razões de desconfiança do setor privado e proposições para superar esses
problemas.

Ainda no primeiro dia de evento, às 14h, tem lugar o painel
“Desafios Estruturais dos Portos Brasileiros”, em parceria com a Abtra. Dividido
em duas sessões para debates de temas mais específicos, aborda os requisitos
para alfandegamento de terminais e recintos e traz, dentre os palestrantes, o
gerente de tecnologia da informação da Abtra, Vander Abreu, e o auditor,
representante da Alfândega do Porto de Santos, Antônio Russo Fi.

A pauta
da segunda sessão do painel vespertino, Porto Indústria e Acesso aos Portos,
propõe o debate de alternativas para o acesso à região do Porto de Santos,
comenta o projeto do túnel Santos-Guarujá e seus impactos, discute perspectivas
de portos como o do Espírito Santo e apresenta cases de sucesso. Entre os
palestrantes estão o diretor Comercial da Santos Brasil,

Mauro Salgado? o
diretor -presidente da Ceará Portos, Companhia de Integração Portuária do Ceará,
Erasmo da Silva Pitombeira? a Subsecretária de Comércio Exterior e Relações
Internacionais da Secretaria de Desenvolvimento do Espírito Santo, Mayhara
Chaves, entre outros.

Segundo dia – No dia 02 de abril, às 9h, o painel
“Novo Código Comercial Marítimo” acontece em parceria com o Centronave e destaca
mudanças de direitos e obrigações de embarcadores, companhias marítimas e
prestadores de serviços no âmbito portuário. Os temas vão do risco marítimo à
navegação aquaviária, passando por garantia patrimonial e apuração formal dos
acidentes.

Supply Chain: em parceria com o Inbrasc, o painel “Supply
Chain Identificando Soluções”, dividido em duas sessões, abre o último dia de
conferências. “A Cadeia de fornecimento numa visão global” e “Logística Reversa
como um diferencial competitivo” são os temas da primeira sessão, que debate
questões como o cenário da cadeia de suprimentos na indústria, estratégias na
área para resultados mensuráveis, impactos da Nova Lei de Resíduos Sólidos para
o mercado de Logística Reversa e
oportunidades para agregar valor ao que seria descartado. A segunda sessão do
período da manhã aborda “A integração de modais na cadeia de suprimentos” e o
“Estudo de caso: Basf”. Estão confirmados o professor do
Inbrasc,

Cristiano Vallejo? o consultor de Supply Chain, Robert
Stockmann? o diretor de logística da Basf
para a América do Sul, Paulo Mathias? o diretor da Brado Logística, Alan
Fuchs? o diretor-presidente da Veloce Logística, Paulo
Guedes, entre outros.

Fechando o programa de conferências, o sexto painel
acontece às 14h e aborda uma visão comparativa entre os condomínios logísticos e as
plataformas logísticas. Também
dividido em duas sessões, o painel apresenta o conceito, a viabilidade e as
razões para implantação e utilização de condomínios ou plataformas logísticas e de Zonas
de Processamento de Exportação (ZPE). Entre os palestrantes está a Secretária
Executiva do MDIC – CZPE, Conselho de Zonas de Processamento e Exportação,
Thaise Dutra? o Secretário de Indústria e Comércio do Estado de Goiás, Rafael
Lousa? o presidente da Colliers, Ricado Betancourt? o diretor-executivo da ABOL
(Associação Brasileira de Operadores Logísticos), Carlos
Meireles, entre outros.