Dirigir a noite ou com neblina.

Ao dirigir à noite, a falta de luminosidade natural reduz a visibilidade, afeta a compreensão da sinalização e oculta perigos como curvas perigosas, obstáculos na via e criminosos, além de pedestres e ciclistas, aumentando o risco de atropelamentos. Por isso. As luzes do caminhão são essenciais. No entanto, as lâmpadas são fáceis de queimar, ainda mais em caminhões que passam muito tempo nas estradas com elas acionadas, reduzindo seu tempo de vida útil. Portanto, faça uma inspeção em todas as lâmpadas antes de iniciar uma viagem à noite e, se possível em cada parada.

É aconselhável programar paradas em pontos seguros para refeições, descanso e abastecimentos. Ao estabelecer os locais de parada, é possível prever quanto tempo falta para o próximo ponto e calcular a quantidade de combustível necessária.

Um dos maiores problemas enfrentados por quem dirige à noite é a sonolência. Para evita-la, é aconselhável não fazer refeições pesadas antes da viagem, pois elas potencializam aquele sono depois de comer, já que exigem maior esforço e mais tempo para a digestão. Por outro lado, uma refeição leve, com saladas e carnes magras, ajuda a evitar desconfortos e problemas digestivos.

O cansaço durante o dia já é perigoso, pois pode reduzir o tempo de reação, causar câimbras e desatenção. À noite, é ainda pior, pois o corpo humano já tem a tendência natural de dormir. Assim, a probabilidade da fadiga se tornar sono é grande. Para evitar a fadiga, faça alongamentos e exercícios nas paradas e durma bem antes de pegar a estrada. Em hipótese alguma use drogas para se manter acordado. Além de ser crime dirigir sob o efeito dessas substâncias, elas só pioram a situação e podem levar à dependência química.

Nas viagens noturnas sem iluminação, é comum acionarmos o farol alto para aumentar a visibilidade e, por consequência, a segurança na estrada. Porém, se usado de forma incorreta, pode ofuscar a visão de outros motoristas e causar acidentes, assim como pode até piorar a própria visibilidade do caminhoneiro.

Por isso, é importante saber utilizá-lo, acionando-o somente quando não houver outros veículos transitando em sentido contrário ou à sua frente. Além disso, o farol alto não deve ser usado em caso de chuvas forte ou neblina, pois o reflexo da luz tornará a visualização da pista mais difícil.

Dirigir à noite é mais perigoso para todos os condutores, que têm sua visibilidade reduzida e podem enfrentar situações de cansaço e sonolência. Por este motivo, adotar a direção defensiva é a melhor maneira de manter o máximo de segurança, tornando-se mais previsível para os outros usuários.

Nesse sentido, o respeito à sinalização deve ser total, ficando abaixo dos limites de velocidade, não fazendo ultrapassagens em locais proibidos ou pelo acostamento, além de redobrar o cuidado em áreas identificadas como área de passagem de pedestres ou de animais.

Para evitar roubos de carga e do veículo, é recomendável que o caminhoneiro não pare ao longo da rodovia, mesmo que tenha alguma eventualidade de menor proporção como um pneu furado ou falhas na injeção eletrônica, por exemplo. Apesar de demandaram reparo, pois podem levar a prejuízos maiores, esses problemas não impedem o caminhão de rodar. Assim, redobrando os cuidados na direção, é possível seguir até um local seguro. Só encoste se houver alguma pane generalizada ou se a sua segurança estiver comprometida. Nesse caso, acione o mais rápido possível o socorro mecânico, seja do seguro ou da concessionária da rodovia ou da administração pública responsável.

Em qualquer situação que dificulte a direção, seja pista molhada, neblina ou diminuição da visibilidade por conta da falta de iluminação, a primeira coisa a se fazer é reduzir a velocidade. Essa é a melhor atitude para tornar a viagem mais segura, aumentando a distância de segurança e o tempo de resposta para qualquer eventualidade na pista.

Dirigir à noite é sempre mais arriscado. Apesar do trânsito menos intenso e da economia que isso pode trazer em combustível e em dias de trabalho, a falta de iluminação e o perigo da sonolência são fatores que tornam uma viagem noturna menos segura. No entanto, é possível tomar certas precauções e redobrar a atenção em alguns aspectos para manter a tranquilidade na estrada.

COMO DIRIGIR COM NEBLINA?

Confira algumas dicas para aumentar a segurança e saiba o que fazer para transitar com pouca visibilidade.

ATENÇÃO! Quando a neblina aparecer nas estradas e se ela for extremamente espessa, melhor parar o carro num posto ou no acostamento com o pisca-alerta ligado.

Mas jamais use o pisca alerta em movimento durante a neblina, somente quando estiver com o veículo parado no acostamento.

Porém, se a neblina permite transitar com relativa segurança;

grande dica é que o motorista não deve, jamais, usar o farol alto. Pois a sua luz vai encontrar uma forte camada de gotículas, que vão se transformar num verdadeiro espelho. E o motorista fica totalmente sem visibilidade. Então, o correto é ligar os faróis baixos. Pois o facho de luz chega rapidamente no asfalto; vai enfrentar uma camada bem menor de nevoeiro.

dica é acionar as luzes dianteiras de neblina e também a traseira, para sinalizar seu caro para o condutor quem vem lá atrás. E, finalmente, se orientar sempre pelas faixas laterais da estrada, se elas existirem. Nunca pelas centrais!

Mantenha sempre uma distância segura do veículo que está a sua frente pode evitar colisão em caso de uma freada brusca. Esta dica vale para sempre que estiver dirigindo, independentemente se tiver neblina na pista. Por conta da visibilidade ruim, o motorista pode demorar para notar que o carro da frente está freando.

Dirija SEMPRE com segurança e evite vivenciar situações de risco.

Tem mais alguma dica? Deixe nos comentários abaixo!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima