Mantenha uma distância segura de outros veículos em vias de alta velocidade

No trânsito, a distância entre os veículos é muito mais que uma recomendação de segurança, pode ser a garantia da preservação da vida. O espaço adequado entre um carro e uma motocicleta, por exemplo, permite ao condutor a tomada de decisões de maneira ágil, atenta e preventiva, o que ajuda a evitar acidentes.

A distância segura entre veículos é aquela em que o motorista terá tempo e espaço para frear e parar sem colidir com outro veículo ou obstáculo. A atenção deve ser ainda maior para motos, já que o condutor fica mais exposto ao tráfego.

Não existe uma distância mínima regulamentada, já que há variáveis como o tipo de veículo e as condições do tempo e tipo de rodovia. Porém, especialistas recomendam a dica que consiste em guardar distância de, ao menos, três segundos do veículo da frente. Para isso, basta tomar como referência um ponto que está adiante, pode ser um poste ou uma árvore. Assim que o veículo à frente ultrapassar o objeto, comece a contar “mil e um, mil e dois, mil e três”. Se você chegar no ponto de referência antes de terminar a contagem, significa que é necessário diminuir a velocidade.

Com base no Código de Trânsito Brasileiro, artigo 192, “deixar de guardar distância de segurança lateral e frontal entre o seu veículo e os demais” é motivo para infração grave, punida com 5 pontos na carteira.

Para você saber se está a uma distância segura dos outros veículos, vai depender do tempo (sol, neblina, neve ou chuva), da velocidade, das condições da via (descida, curva ou reta), dos pneus, do freio, do sistema de suspensão, do peso do seu veículo, qual o tipo de cargo você está conduzindo, da visibilidade e da sua capacidade de reagir rapidamente.

              Existem tabelas e fórmulas para você calcular esta distância, principalmente nas rodovias, mas como elas variam muito, e dependem além do tipo e poso do veículo, de outros fatores que também variam muito, o melhor é manter-se o mais longe possível (dentro do bom senso), para garantir a sua segurança.

              Porém, para manter uma distância segura entre os veículos nas rodovias, sem a utilização de cálculos, fórmulas ou tabelas, você pode usar “o ponto de referência fixo”.         

  • Observe a estrada à sua frente e escolha um ponto fixo de referência (à margem) como uma árvore, placa, poste, casa, etc.
    • Quando o veículo que está à sua frente passar por este ponto, comece a contar pausadamente: cinquenta e um, cinquenta e dois (mais ou menos dois segundos).
    • Se o seu veículo passar pelo ponto de referência antes de contar (cinquenta e um e cinquenta e dois), deve aumentar a distância, diminuindo a velocidade, para ficar em segurança.
    • Se o seu veículo passar pelo ponto de referência após você ter falado as seis palavras, significa que a sua distância é segura.
    • Este procedimento ajuda você a manter-se longe o suficiente dos outros veículos em trânsito, possibilitando fazer manobras de emergência ou paradas bruscas necessárias, sem o perigo de uma colisão.

Se houver necessidade de parar no acostamento, outra dica é nunca descer pelo lado da via e jamais dar as costas ao tráfego de veículos.

Em dias chuvosos, a dica é reduzir a velocidade, se manter dentro dos limites e sempre a uma distância segura. A chuva em especial é um dos fatores que mais causam acidentes devido à baixa visibilidade e falta de cuidado por parte de alguns motoristas, sendo assim, o cuidado ao dirigir nessas condições deve ser ainda maior.

              Para quem pega a estrada em dias chuvosos, fique sempre atento e redobre a atenção e os cuidados. Dirija com mais atenção para evitar acidentes e engavetamentos nas avenidas e rodovias.

O transporte de cargas é extremamente complexo e exposto diariamente a inúmeros riscos. O produto só pode chegar em seu destino, no prazo previsto e em perfeitas condições com ações preventivas e estratégicas. 

A área de Gerenciamento de Riscos da Veloce Logística IDENTIFICA, ANALISA, QUALIFICA e DETERMINA diariamente e de maneira planejada ações para mitigação dos riscos envolvidos em cada operação, com indicadores determinados e monitorados por empresa independente. Com o uso de tecnologia de ponta e processos avançados, garante diferentes pontos importantes para a segurança do transporte.

Transporte rodoviário de cargas entre Brasil, Argentina, Chile, Paraguai e Uruguai.

Saiba mais em nosso site: https://www.velocelog.com.br/gerenciamento-de-riscos/

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima